ATENÇÃO SITE MELHOR VISUALIZADO NO CHROME OU FIREFOX

O que você procura?

Kaori, perfume de vampira - Giulia Moon

Olá amigos^^


Li o primeiro capítulo deste livro e digo que esta história simplesmente promete! Num misto de passado e presente, o livro conta a história de Kaori uma vampira que existe desde a era Tokugawa no Japão. Com uma descrição minuciosa de uma época classica Japonesa junto da época atual, a história já me prendeu nos dois primeiros capítulos. ^^



A dica de hoje é de um livro especial que tenho certeza que vai conquistar para valer!

O Livro se chama Kaori, perfume de vampira escrito por Giulia Moon e narra a história de Kaori, mesclando o Japão Feudal da era Tokugawa com uma São Paulo da atualidade. Kaori é uma adolescente linda que possui uma fragância própria, que dá o seu próprio nome: Kaori traduzido da língua japonesa significa fragância.

No Japão feudal, Kaori chama a atenção da cortezã Missora, dona de uma casa de prazeres que quer a todo custo transformar Kaori numa das atrações de sua casa.

Ao mesmo tempo, paralelamente, numa São Paulo desvairada, se passa as aventuras de Samuel que é um observador de vampiros (tipo Vampwatcher) que está a serviço do IBEFF (Instituto Brasileiro de Estudo de Fenômenos Fantásticos)- estilo Talamasca – Samuel dá azar ao se meter com um vampiro (totosão naquela moto ahhh) para ajudar um garoto de rua, pois uma das exigências de seu emprego é nunca ser visto pelos imortais.

O livro mostra duas visões tanto que é dividido em duas partes um pé no Brasil, outro no Japão e também mostra seres mitológicos japoneses e os temíveis Famélicos, segundo as palavras do meu amigo Kizzy “esses são de dar medo. São cães, grandes e escuros, que vivem das sobras deixadas pelos vampiros, longe de ser confundidos por lobisomens, são párias parasitas fantasmagóricos de rosto comum metidos em andrajos. Por exemplo, uma catadora de latinhas ao virar uma esquina, sai de lá na forma do cachorrão, mas ninguém é capaz de notar, é bem Fantasia Urbana, além do espanto que causa, tem boa nota de humor, em algumas cenas, ao menos nessas que se passam na urbe jesuíta; tirando as cenas dos pavorosos famélicos, claro, nessas não há nada de engraçado. Nos famélicos residem as cenas mais assustadoras. Terror, terror, terror.”

Também tem personagens digamos diferenciados, por exemplo, o vampiro gay (florzinha meeeesmo!) e estiloso, o vampiro burro e brutamontes, a mocinha em perigo, o mordomo afetado, entre outros personagens. Todos com uma dose certa de terror e de humor.

A agitação fica por conta da rave celebrada na estação abandonada do metrô, intitulada Bloody Station.

O que vai acontecer com Samuel? Ele e Kaori se encontram? Só lendo para saber, hehehe.

Recomendadíssimo e de tirar o fôlego.^^

Para conhecer a escritora, ela mantém um blog muito legal o Phases da Lua e também tem o seu site oficial.

Espero que curtam essa dica^^
Leia o primeiro capítulo em PDF disponibilizado pela livraria cultura aqui
Abaixo o vídeo da entrevista da escritora Giulia Moon



3 comentários:

  1. esse livro parece bem legal, fikei na vontade :S

    ResponderExcluir
  2. Olá Andrea! Eu não consigo achar por aqui nenhum dos livros da série "Instrumentos Mortais" que você postou aqui no seu blog... aonde eu poderia comprar?

    ResponderExcluir
  3. Oi Marina, esse livro ainda não veio ao Brasil, só está nos EUA por enquanto. Uma amiga minha que mora lá me passou a dica e adorei.

    ResponderExcluir

Olá! Deixe seu comentário e volte assim que possível para ler a resposta^^